Quando a falta de conhecimento prevalece

Parece-me que os moradores de Criciúma (Santa Catarina) seguiram à risca as “orientações” presentes no Facebook sobre anular o voto e, consequentemente, anular a eleição. Qual o resultado disto?

Hoje deparei-me com a seguinte notícia: “Candidata com 5% dos votos assume Prefeitura de Criciúma“. Em resumo, a matéria mostra que Romanna Remor, candidata do PSBD, recebeu registrou 5,27% do total de votos, ou 80,93% dos votos válidos, e por isto será a nova prefeita da cidade. Para quem não acredita nas reportagens, basta olhar o resultado oficial do TRE-SC disponível neste link.

Fato óbvio.

Todo ano, em época de eleições, surgem “correntes” afirmando que se houver 50% + 1 de votos nulos (ou em branco, depende da “corrente”) a eleição é anulada. Isto não existe, o que pode ser comprovado pela eleição acima mencionada.

Isto é reflexo da falta de conhecimento da população em geral, e de ideias errôneas frequentemente divulgadas nas redes sociais – e propagadas igual fogo na gasolina por pessoas que se sentem momentaneamente revoltadas e, no “oba-oba”, divulgam estas informações.

A população em geral não sabe a diferença entre votos válidos (votos dados aos candidatos e/ou aos seus partidos) e votos inválidos (votos em branco e votos nulos). Contam-se para os cálculos apenas os votos válidos. Portanto, votos em branco e votos nulos são desprezados e não servem para nada. Quem tiver interesse em entender mais detalhadamente a diferença pode dar uma olhadinha nestes dois textos: esclarecimentos sobre o voto nulo e esclarecimentos sobre o voto em branco.

Por fim, colaborem para o fim do “lixo digital”: se virem uma informação que é “boa demais”, desconfiem. Procurem saber se é verdadeira ou não. Apenas desta forma você estará realmente ajudando a conscientizar seus amigos das redes sociais. Clicar em “compartilhar” de maneira automática, muitas vezes, apenas traz prejuízos.

Atualização, 17h55: parece-me que alguns leitores não entenderam o objetivo do texto. Assim, apenas quero deixar claro, com o texto acima, o fato de que anular o voto não anula eleição. Não estou entrando no mérito do por quê os votos foram anulados. A referência às “correntes do Facebook” é meramente exemplificativa.

0 comentário sobre “Quando a falta de conhecimento prevalece

  1. Professor, a falta de conhecimento e pesquisa sobre o assunto também gera posts equivocados, como este seu. O atual prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, teve sua candidatura indeferida, mas está com recurso aberto no tribunal eleitoral. Por enquanto, todos os votos para esse candidato, estão computando juntamente com os nulos. Leia mais em: http://www.engeplus.com.br/0,,51672,.html

  2. Tive a oportunidade de aprender um pouco mais sobre este assunto com Matheus Passos,
    ótimos textos!
    Parabéns.
    Votos Nulo=Nada…
    Votos em branco=Nada
    Dê valor ao seu voto
    Acorda Brasi!

  3. Uma pesquisa rápida, usando a mesma internet, só que em sites confiáveis, evitaria todo o “mico”… Realmente, as pessoas compartilham, mas não sabem ao menos se aquilo que compartilham tem uma origem… Estamos na época de filósofos, engajados políticos e missionarios… mas tudo virtual, só no facebook…

Deixe um comentário:

%d blogueiros gostam disto: